Resenha | Thicker Than Water

Olá!

Esse post faz parte das minhas leituras de AGOSTO 2018.

thicker than water brigid kemmerer resenha

Continue lendo para conferir a resenha completa!


THICKER THAN WATER – Brigid Kemmerer

Título original: THICKER THAN WATER, 2015.
Versão lida: Em INGLÊS, Editora KENSINGTON, 2016. (Até onde pude pesquisar, não há versão traduzida para o português à venda.)

A autora

18853SK1492490903G

Há poucas informações sobre Brigid Kemmerer online. Sabe-se que ela é de Nebraska nos EUA, e mora em Maryland com o marido e quatro filhos.

Seu romance AOS PERDIDOS, COM AMOR é o primeiro lançado em português no Brasil, e é o livro que antecede MORE THAN WE CAN TELL. Ela escreveu também THICKER THAN WATER, 2015, um romance paranormal New Adult, e a série ELEMENTAL, 2012, que conta com cinco livros e três contos. A série também fala de elementos paranormais e romance.

O livro

Thomas Bellweather  é novo na cidade. Chegou apenas a tempo de sua recém casada mãe ser brutalmente assassinada, e de seu novo padrasto e demais colegas policiais decidirem que Thomas é o suspeito principal.

Não há muitas evidências, mas antes de Thomas chegar à nova cidade, só havia acontecido um único assassinato em vinte anos.

A única pessoa que acredita em sua inocência é Charlotte Rooker, irmã mais nova de três policiais, que com suas mãos macias e belas curvas se torna muito perigosa para Thomas. Mas ela conhecia a outra vítima de assassinato, e agora também quer respostas.
Porém Thomas, uma vez que tem as respostas reveladas para si, preferiria mantê-las escondidas…

A mãe de Thomas foi estrangulada até a morte, e agora todos pensam que foi ele quem cometeu o crime.

Eles haviam se mudado a penas uma semana para a nova cidade interiorana onde nada acontece, depois do casamento de sua mãe com um policial local. Thomas não teve tempo de se adaptar, fazer amigos ou ao menos desfazer as caixas da mudança. Agora sua mãe está morta, assassinada dentro de casa enquanto dormiam, e não há suspeitos.

Pelo menos é o que Thomas pensa, até chegar ao funeral onde invariavelmente não conhece ninguém – os amigos que vieram de outras cidades para o casamento uma semana atrás não puderam voltar à cidade para o funeral, por causa do trabalho. – e se deparar com um mar de policiais que o olham como se ele fosse um criminoso. O único que parece ter dúvidas quanto ao caráter de Thomas é o novo padrasto, Stan, que apesar de policial, ainda não está convencido de que estava convivendo com um assassino tão meticuloso na figura de um garoto de 18 anos.

thicker than water kemmerer resenha

Ainda no funeral se aproxima Charlotte; bela e bondosa, enxerga em Thomas a dor que ele luta tanto para esconder, e enquanto conversam os irmãos policiais da moça se incomodam com a proximidade e decidem separar o casal. Um dos irmãos, o mais briguento, Danny, tem certeza de que Thomas matou a mãe, e está determinado a mantê-lo longe de Charlotte e do resto de sua família até que a polícia encontre evidências o suficiente para mantê-lo na cadeia até um possível julgamento.

O livro é classificado como Romance Paranormal Jovem Adulto, e o elemento sobrenatural, apesar de esperado, não se revela até bem mais à frente na história.

Apesar da atração física ser imediata entre Thomas e Charlotte, o que move seu relacionamento é de fato a predisposição de Charlotte a acreditar no melhor que há em Thomas, independentemente do potencial assassino – ou não – existente nele. Ela está determinada, desde o início, a não tirar conclusões precipitadas assim como toda a cidade parece tão confortável em fazer, detalhe esse que me incomodou um pouco.

Veja bem: Todas essas pessoas, adultos vividos, muitos deles policiais, todos determinados a acreditar no pior apesar da falta de evidências que comprovem suas suspeitas. Todos voltados contra um rapaz de 18 anos que acaba de perder a mãe e nem ao menos teve a oportunidade de se despedir, dado que deixou o cemitério numa viatura policial antes do funeral começar.

A caça às bruxas que se dá contra Thomas me soou muito como uma forçação de barra na trama, e os acontecimentos que levam à sua constante presença em brigas e confusões com a polícia ao longo da trama são muitas vezes despropositados, ou causados por intervenções forçadas, que não conseguem “fluir” tão naturalmente quanto se desejaria.

A história do livro é contada do ponto de vista dos dois personagens centrais, e achei que a composição de cada personagem individualmente foi muito bem feita, cada personalidade se sobressai muito bem, cada diálogo evidencia tais personalidades de forma organizada, e convence. A criação das personalidades é muito honesta, e agradou.

thicker than water b. kemmerer resenha portuguêsA ambientação também não desaponta, apesar de ficarmos com a sensação de que a cidade é composta por quatro ou cinco lugares apenas, não tendo uma total compreensão daquele espaço. O aspecto da pequena cidade interiorana e charmosa poderia ter sido melhor explorada.

Por se tratar de dois jovens adolescentes, a relação que é desenvolvida entre eles tem suas limitações, e isso pode deixar a leitura um tanto previsível para quem lê muitos livros Jovem Adulto como eu, porém isso não quer dizer que a relação é irreal ou desinteressante, por que na verdade há momentos muito honestos com relação a libido adolescente e a descoberta de uma atração tão forte quanto se pode sentir aos 17 ou 18 anos.

Com relação aos mistérios que cercam a trama, acho que até o momento em que o elemento paranormal é apresentado, a coisa toda se desenrolava para uma excelente revelação; mas eis que é apresentado o tal elemento.

Acho que o livro teria sido muito melhor se a autora tivesse se dedicado a desenvolver um final para a trama sem envolver qualquer elemento sobrenatural, apesar do elemento ser um tanto quanto interessante.

Não é que o final tenha ficado ruim ou mal explicado, mas trata-se da velha saída estratégica de pela direita, aquela pequena muleta que te carrega para o fim, o famoso final preguiçoso.

Tenho certeza de que muitos leitores desse livro vão discordar de mim, mas acho que como já conheço bem o trabalho de Kemmerer, tendo lido vários de seus romances “não-paranormais”, conheço não apenas o potencial que ela tem para entregar boas tramas românticas e humanas, mas também bons finais com desenvolvimento justo e conclusão amarrada.

Dessa vez me senti insatisfeita com a conclusão dos fatos, que se desenrolam rapidamente e acabam por deixar muitas dúvidas por causa de diálogos finais muito curtos e pouca explanação.

Dito tudo isso, de forma alguma considero este um livro ruim. Só acho que quando comparado aos outros romances da autora que li, comparação essa que inevitavelmente acontece, empalidece um pouco o brilho da originalidade da trama e seus elementos, ainda que sobrenaturais e naturalmente instigantes.

Também acho que a trama particular de Charlotte que definitivamente não é o foco desse livro, em determinados momentos apresenta verdadeiro potencial para se tornar sim, parte mais importante da história, porém, compreensivelmente, se mantêm como pano de fundo apenas servindo para dar o mínimo de desenvolvimento à personagem e fluidez à trama de forma geral.

Também acho importante ressaltar que esse é mais um daqueles romances que deixa muito espaço para uma sequência – sério, não sei por que isso tem se tornado uma constante nos livros que leio ultimamente. Como escritora, sou muito mais favorável a livros que fecham a trama com total confiança, e exigem do autor novas ideias e perspectivas para criar uma sequência caso queira. – e que a escritora é muito conhecida por sua série ELEMENTAL, ou seja, com THICKER THAN WATER ela está a poucos passos de seguir a tendência.


Obrigada pela visita e até a próxima!

modeloassinatura


Sinopses e primeiros capítulos AQUI!

fb promo

Anúncios

Um comentário sobre “Resenha | Thicker Than Water

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s