Livro X Filme | Todo Dia

Olá!

Em mais um post da série LIVRO X FILME, vamos analisar O LIVRO TODO DIA X FILME DE 2018. Confira!

capa


O livro

113996174SZAdquira o seu pelo link afiliado e apoie o blog. 

Aqui no blog você já encontra a RESENHA COMPLETA do livro que originou o filme TODO DIA de David Levithan. Assim como também encontra a RESENHA DO LIVRO OUTRO DIA, o livro “irmão” de TODO DIA que conta a mesma história, apenas do ponto de vista da heroína.

Resumidamente, na trama conhecemos a história de A, que todos os dias acorda no corpo de uma pessoa diferente.

Tem sido assim durante todos os 16 anos de sua vida. A acorda, olha ao redor para entender de quem é a vida que habitará naquele dia, recorre às memórias da pessoa para navegar pelas tarefas e conversas, tentando interferir o mínimo possível e, à meia-noite, acontece tudo de novo.

livro-outro-dia-a-historia-de-rhiannon-david-levithan-D_NQ_NP_553625-MLB25467049167_032017-FAdquira o seu pelo link afiliado e apoie o blog.

A heroína é Rhiannon, a menina por quem A se apaixona e para quem decide contar toda a verdade sobre sua existência.

No primeiro livro, TODO DIA, observamos a trama pelos olhos de A de forma rica e intrigante, descobrindo os detalhes dessa existência única, tão complexa e sofrida. No segundo livro que é considerado um livro “irmão” pelo autor David Levithan, e não uma sequência, acompanhamos a mesma história, só que dessa vez contada através dos olhos de Rhiannon.

Aconselho a leitura das duas resenhas linkadas acima para total compreensão do meu ponto de vista com relação aos dois livros, caso você tenha interesse em fazer por si só uma análise mais profunda. 

O filme

https://www.youtube.com/watch?v=l1wnWmhnx-I

O filme TODO DIA foi lançado em julho de 2018, dirigido por Michael Sucsy (dirigiu também Para sempre – 2012, com Rachel McAdams), estrelado por Angourie Rice, Justice Smith e Lucas Jade Zumann e roteirizado por Jesse Andrews, baseado no livro de David Levithan.

O filme foi bem recebido pelo público e muito mal avaliado pela crítica e, logo abaixo vamos entender o porquê.

O primeiro aspecto que se nota na versão cinematográfica de TODO DIA é que a trama é contada do ponto de vista de Rhiannon, ou seja, o oposto do livro. Em entrevista o diretor afirma que essa decisão foi tomada para que o drama de Rhiannon se tornasse o centro da história. Bem, essa foi uma decisão bem prática, do meu ponto de vista. Afinal, contar a história de como uma adolescente reage ao que está acontecendo com ela é muito mais fácil do que desenvolver a trama originalmente contada no livro.

Se em TODO DIA, o livro, nos deparamos com profundos momentos de reflexão filosófica sobre a realidade de A, e como toda sua condição de eterno visitante interfere em sua realidade, na realidade das pessoas que habita, das pessoas com quem passa a conviver a cada dia, e principalmente, no duro destino que parece ser obrigado a viver; NO FILME TUDO ISSO SE PERDE. 

images

A decisão do diretor e do roteirista em focar o filme justamente no aspecto mais comum e brando da trama foi justamente o que, na opinião da maioria dos críticos, transformou o que era uma história rica e única em apenas mais um romance água com açúcar, adolescente e sentimental.

Tanto potencial perdido para mais uma fórmula lavada de Hollywood. Infelizmente.

Ficam aqui salvas as alterações com relação a personagens e aspectos da trama que foram adaptadas pelo roteirista para dar mais fluidez ao novo formato, que na realidade são o menor dos problemas do filme. A irmã de Rhiannon não faz aparições nos livros, nada além de umas poucas citações, por exemplo, enquanto que no filme ela tem presença marcada em cenas dedicadas a Rhiannon reagindo como mocinha apaixonada no âmago da trama. Procedimento costumeiro para dar apoio visual à personagem em cena. Nada demais.

Apesar do bom trabalho entregue em tela pelo elenco, incluindo aqui todos os atores e atrizes que tiveram a oportunidade de interpretar A, e do divertido ritmo que foi dado ao filme para deixá-lo leve e acessível, ficamos entretidos quando tínhamos o potencial para ficar maravilhados.

16439

Acho uma pena que um projeto com tamanho potencial tenha sido desperdiçado, justamente pela bela obra que poderia ter sido criada por uma equipe interessada em explorar o livro de forma justa, como ele merecia. Mesmo assim, sabemos que o livro, a obra original e completa, sempre estará lá para nos deliciar com essa trama diferente e profunda, que entrega infinitamente mais do que o filme jamais poderia entregar.


Obrigada pela visita!

modeloassinatura


Alba tem uma missão, e reuniu os amigos para cumprir sua lista de coisas para viver. Você está convidado!

elencodossonhosminhalista

Anúncios

Um comentário sobre “Livro X Filme | Todo Dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s